domingo, 1 de março de 2009

Vermelho e Amarelo

Respiro fundo e sinto que já não sou mais a mesma...
Aquele brilho amarelado, rabiscado, rasgado e múltiplo de três se esforça por em fim me perdoar.
A praia, o sol e as lembranças quentes, tatuam no meu corpo o meu caminho. O meu destino.

Ah! Se eu fosse você...
Me pegava no colo, me enchia de beijos e nunca mais me dizia adeus!
Caminhava sozinha pelas ruas com a música nas costas e o sorriso do mundo!
Ah! Se eu fosse você...
Tapava os olhos pra não ver o mundo explodir e me deixava cuidar de você... Pra sempre.
Procurava a verdade num caminho denso e escuro de responsabilidade e terminava nos meus braços quentes. Porque a verdade é viva. Latente.

Se eu fosse você eu ia me entender.
Não ia me dar aula de vida, de mundo e nem de você.
Só ia me ouvir, como você já faz tão bem, sorrir e tirar o cabelo da frente dos meus olhos;
Ia fazer carinho no meu rosto e dizer:
"Bem, eu penso que..."
Porque eu adoro ouvir você: quando me trata de igual para igual.
Suas palavras me envolvem, me enroscam e eu nunca mais quero deixar de te dar toda a minha atenção.

Hoje o vermelho me invade de dentro pra fora e eu gosto.
Se você não me vê, é porque não está perto o suficiente.
É uma pena...
Mas eu não sou você.

Morena - mar/09

Um comentário:

Beka and Brandon disse...

nayara menina, nem sabia q vc tinah blog. Pronto, te achei
abraco
Rebeca